Niels Bohr

Niels Henrick David Bohr (Copenhague, 7 de outubro de 1885 — Copenhague, 18 de novembro de 1962) foi um físico dinamarquês cujos trabalhos contribuíram decisivamente para a compreensão da estrutura atômica e da física quântica.

Niels Bohr
Niels Bohr, em 1922
Interpretação de Copenhaga, princípio da complementaridade, modelo atômico de Bohr, antiga teoria quântica
Nascimento 7 de outubro de 1885
Copenhaga
Morte 18 de novembro de 1962 (77 anos)
Copenhaga
Residência Dinamarca, Suécia, Inglaterra, Estados Unidos, Copenhague
Sepultamento Cemitério Assistens
Nacionalidade dinamarquês
Cidadania Dinamarca
Progenitores Mãe:Ellen Adler
Pai:Christian Bohr
Filho(s) Aage Niels Bohr
Irmão(s) Harald Bohr
Alma mater Universidade de Copenhague
Ocupação físico, professor universitário, físico nuclear, filósofo da ciência, futebolista, químico, cientista
Prêmios Medalha Hughes (1921), Guthrie Lecture (1922), Nobel de Física (1922), Medalha Matteucci (1923), Medalha H. C. Ørsted (1924), Medalha Franklin (1926), Medalha Max Planck (1930), Medalha Copley (1938), Medalha de Ouro Internacional Niels Bohr (1955), Prêmio Átomos pela Paz (1957), Medalha e Prêmio Rutherford (1958), Prêmio Sonning (1961), Medalha Helmholtz (1961)
Empregador Universidade de Copenhague
Magnum opus Átomo de Bohr
Religião apostasia ao catolicismo, ateu
Causa da morte Insuficiência cardíaca
Assinatura
Orientador(es) Christian Christiansen e Ernest Rutherford
Orientado(s) Léon Rosenfeld, Hendrik Anthony Kramers
Instituições Universidade de Copenhague, Universidade de Cambridge, Universidade de Manchester
Campo(s) Física
Tese 1911: Studies on the Electron Theory of Metals

Licenciou-se na sua cidade natal em 1911 e trabalhou com Joseph John Thomson e Ernest Rutherford na Inglaterra. Em 1913 conseguiu interpretar algumas das propriedades das séries espectrais do hidrogênio e a estrutura do sistema periódico dos elementos químicos. Formulou o princípio da correspondência e, em 1928, o da complementaridade. Estudou ainda o modelo nuclear da gota líquida e, antes da descoberta do plutónio, previu a propriedade da fissão nuclear, análoga à do urânio-235. Bohr recebeu o Nobel de Física em 1922 por "sua contribuição na investigação da estrutura dos átomos e da radiação emitida por eles".

A sua teoria para a explicação do modelo atômico proposto por Rutherford em 1911, levando em conta a teoria quântica (formulada por Max Planck em 1900), não foi inicialmente levada a sério. Depois, no decorrer e depois da década de 1920, vários físicos ajudaram a criar o modelo existente hoje. Entre estes físicos podem ser citados, entre outros, Albert Einstein, Louis de Broglie, Erwin Schrödinger, Werner Heisenberg e Wolfgang Pauli.

This article is issued from Wikipedia. The text is licensed under Creative Commons - Attribution - Sharealike. Additional terms may apply for the media files.