Biologia celular

Biologia celular, ou Citologia, é o ramo da biologia que estuda as células, tanto eucariontes como procariontes[1], no que diz respeito às suas estruturas internas ou externas, funções, e sua importância na constituição, benéfica ou maléfica, dos seres vivos[2][3]. O estudo busca compreender o ciclo de vida destes seres, além dos seus reflexos no funcionamento de diferentes meios.

Esta área de conhecimento surgiu após o desenvolvimento de técnicas de microscopia óptica, que permitiu a observação de seres muito pequenos, os quais foram dados o nome de célula (do latim Cella, que significa pequenos alojamentos)[2]. Tal necessidade de saber mais sobre esses seres resultaram no avanço de tecnologias que impulsionaram ainda mais os estudos, como o surgimento do microscópio eletrônico e suas respectivas técnicas[2].

Toda célula apresenta componentes denominados organelas (bem desenvolvidas ou não), que desempenham as funções que garantem a vida destes pequenos seres. As organelas celulares compreendem: A membrana citoplasmática, o núcleo, as mitocôndrias, os retículos endoplasmáticos liso e rugoso, os lisossomos, os ribossomos, o complexo de Golgi, nucléolo, peroxissomos, centríolos, citoesqueleto e cloroplastos e parede celular (sendo este último encontrado somente em bactérias e em células fúngicas e vegetais)[3]..

Referências

  1. «Biologia celular - Mundo Educação». Mundo Educação. Consultado em 6 de abril de 2017
  2. «Biologia Celular. Princípios da Biologia Celular - Brasil Escola». Brasil Escola. Consultado em 6 de abril de 2017
  3. «Biologia celular - Citologia». InfoEscola
This article is issued from Wikipedia. The text is licensed under Creative Commons - Attribution - Sharealike. Additional terms may apply for the media files.