Bertrand Russell

Bertrand Arthur William Russell, 3.º Conde Russell OM FRS (Ravenscroft, País de Gales, 18 de maio de 1872 — Penrhyndeudraeth, País de Gales, 2 de fevereiro de 1970) foi um dos mais influentes matemáticos, filósofos e lógicos que viveram no século XX. Em vários momentos na sua vida, ele se considerou um liberal, um socialista e um pacifista. Mas, também admitiu que nunca foi nenhuma dessas coisas em um sentido profundo. Sendo um popularizador da filosofia, Russell foi respeitado por inúmeras pessoas como uma espécie de profeta da vida racional e da criatividade. A sua postura em vários temas foi controversa.

Bertrand Russell
Nascimento 18 de maio de 1872
Ravenscroft
Morte 2 de fevereiro de 1970 (97 anos)
Penrhyndeudraeth
Nacionalidade britânico
Ocupação matemática, filosofia
Prêmios Medalha De Morgan (1932)

Medalha Sylvester (1934)
Nobel de Literatura (1950)
Prêmio Kalinga (1957)
Prémio Jerusalém (1963)

Magnum opus Principia mathematica (com A. N. Whitehead)
Assinatura

Russell nasceu em 1872, no auge do poderio económico e político do Reino Unido, e morreu em 1970, vítima de uma gripe, quando o império se tinha desmoronado e o seu poder drenado em duas guerras vitoriosas mas debilitantes. Até à sua morte, a sua voz deteve sempre autoridade moral, uma vez que ele foi um crítico influente das armas nucleares e da guerra estadunidense no Vietnã. Era inquieto.

Recebeu o Nobel de Literatura de 1950, "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos, nos quais ele lutou por ideais humanitários e pela liberdade do pensamento".

This article is issued from Wikipedia. The text is licensed under Creative Commons - Attribution - Sharealike. Additional terms may apply for the media files.